terça-feira, 21 de julho de 2020

De onde venho

Estou fazendo cursos online sobre psicologia e espiritualidade. 

Efeitos da quarentena, dirá o leitor apressado.
Está sobrando tempo, dirá o juiz da vida alheia, afiado.

A verdade é que nunca trabalhei tanto na vida. Ao mesmo tempo, nunca estive tão ávida por aprender. É como se sentisse que o tempo está se esgotando enquanto tenho ainda muito o que descobrir. Então, sem deixar de cumprir com meus deveres e de dar atenção aos meus, ainda acho espaço para os estudos.

Em um dos cursos EAD que eu frequento, a tutora pediu para cada aluno escrever um resumo de si, informando quem é, com quem está, de onde vem e para onde vai...essas coisas, para integrar a turma.

Comecei a escrever e descrição fluiu espontaneamente. Dei liberdade aos dedos e quase já não tinha controle sobre eles. Eu nunca psicografei e não sei como deve ser, mas imagino que a sensação deve ser parecida.

Eu gostei do texto e resolvi trazer para cá, guardando assim como recordação. Fiz algumas revisões para encaixar na proposta do blog e deixar menos pessoal, mas o contexto é o mesmo.

Quem sou?
Sou um espírito curioso que viveu muitas vidas e que ainda tem muito o que aprender. Nesta vida sou mulher, preta e nordestina de pai e mãe, embora tenha nascido carioca 😊. Sou mãe de um filho desde que ele decidiu vir ao mundo e de uma filha, desde que nossos mundos se encontraram. Eu sei quem "estou" nesta vida, pois conheço bem meu personagem atual. Mas, ainda não sei completamente quem sou. 

Com quem estou? 
Estou com quem escolhi estar e com quem atraí por pensamentos, sentimentos e atitudes. Estou com quem amo. Estou com quem tem algo a me ensinar. Estou com quem posso compartilhar o que sei do mundo. 

O que sei do mundo? 
Quando eu me achava muito sabida, tropecei na minha ignorância. Quanto mais busco aprender, mais lacunas descubro em meu saber. Quero a biblioteca do Umberto Eco. Aquela dos livros que ainda não foram lidos. É lá que reside o verdadeiro Saber.

De onde venho? 
Do batuque dos tambores d'África. Das matas impenetráveis da Amazônia. Das velhas e frias montanhas de Portugal. Este espírito já foi senhor e já foi escravo. Já foi livre e já foi selvagem. Foi homem, mulher, planta, bicho e pedra. Já foi poeira cósmica. Vem do nada. Do vácuo. Vem da essência. Do Divino. Vem da água, fogo, terra e ar. Vem do infinito e para ele voltará.

E você? Quem é? Com quem está? De onde vem? O que sabe e quer compartilhar?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aceita um café? Adoraria que você participasse da conversa. Expresse aqui sua opinião.